Resenha do Livro: Solitária - Fuga de Furnace


Livro: Solitária – Fuga de Furnace
Autor: Alexander Gordon Smith
Editora: Benvirá
Estrelas: 4/5


Minha Sinopse:


   Alex Sawyer e seus amigos conseguem fugir da Penitenciara Furnace, isso era o que eles pensavam, quando Alex, Zê, Gary e Toby explodem a sala dois vão parar mais longe da saída, em pouco tempo Alex consegui percebe que aquele lugar realmente só tem um porta a de entrada. Alex e seus amigos são capturados, enquanto Toby morreu na tentativa de fugir, Gary vai parar na enfermaria para se transforma em mais um monstro que habita aquele lugar, já Alex e Zê recebem o pior castigo, ficar preso na solitária.
   A solitária é muito parecido com um caixão, estreito e só cabe um corpo, os dois conseguem se adaptar, a solitária a cada dia e sobreviver aquele local, conseguem fazer novas amizades com as criaturas que por la habitam, até achar uma nova ideia de como fugir, mas sera que realmente Furnace tem uma saída? E se tiver eles irão conseguir fugir?


Minha opinião:

   Alexander Gordon consegui criar uma nova narrativa com a mesma ideia a de fugir, isso torna ainda mais brilhante a sua continuação, ele traz uma nova perspectiva do local e criando novas situações buscando prender um leitor, além de lhe apresentar novas partes do ambiente.
   Essa nova parte trás o leitor a se apegar ao personagem principal que não é bem um herói, fazendo com que o leitor se esquecesse do seu passado, para aqueles que leram o primeiro (Encarcerados – Fuga de Furnace), então indico para os leitores lerem o primeiro e só após ler o segundo. Apesar do segundo ser totalmente dependente o leitor ira necessitar da sua base, para conseguir entender a essência da historia em geral.
   Um ponto negativo é que o autor erra em torna certas situações repetitivas, mas encontra partida faz com que o leitor se apague em ler mais rápido para chegar até o final e passar essas partes, um ponto positivo é trazer mais realismo na hora da ideia principal que é a fuga, fazendo com que o leitor compre o terceiro.
   Eu gostei e recomendo!