Resenha: O Quinze - Raquel de Queiroz

 
Olá meninas e meninos! Hoje o post aqui do blog é sobre a resenha do livro O Quinze de Raquel de Queiroz. Ficou mais um resumo do livro do que realmente uma resenha rsrs
Espero que gostem e comentem depois o que acharam :)
Beijinhos! 




RESUMO:

 O QUINZE retrata sobre a vida de dois casais e a grande seca que ocorreu no nordeste brasileiro no ano de 1915,com os casais diferentes a história foi dividida em dois planos de narração.
          Em primeiro plano ela fala sobre Conceição e Vicente, um amor impossível, eles são um casal bem diferentes, tanto em níveis sociais e intelectuais, Conceição é inteligente, gosta de ler e luta pelos direitos e igualdade entre os gêneros. Vicente já é uma homem do mundo, sertanejo, forte e se dedica na criação de gado na fazenda Logradouro no Quixadá.
 Em segundo plano se passa a história sofrida de Chico Bento e sua família que tenta fugir da seca devastadora e ir para a capital Fortaleza em busca de água, sobrevivência e melhores condições de vida. Ele, Cordulina - sua esposa - e os filhos, não conseguem as supostas passagens que o governo estaria dando para os pobres, e acabam tendo que migrar a pé para a capital, eles enfrentam grandes dificuldades, como a fome, sede e a perda de seus filhos.
Conceição conseguiu convencer a sua avó, Inácia, a mudar-se para Fortaleza pois lá teriam condições melhores, onde lá trabalhava como professora e ajudava no campo de concentração onde iam os fugitivos da seca. A família de Vicente se muda para o Quixadá.
Ao chegarem ao campo, Chico e a família encontram Conceição que os ajuda a comprar passagens para São Paulo, e o filho mais novo da família fica com Conceição para ser "alguém" na vida. Chega dezembro e as primeiras chuvas começam a cair trazendo consigo a alegria e a esperança de uma vida melhor ao povo nordestino! Dona Inácia volta para o Logradouro e Conceição decide ficar em Fortaleza chateada com Vicente após ouvir boatos de que ele estava de namorico com Marinha.
COMENTÁRIO SOBRE O LIVRO: O livro é bom, um gênero diferente dos quais estou acostumada a ler, gostei da forma em que os casais se encontram no fim do livro e mostra claramente o sofrimento que as pessoas tinham e tem até hoje com as terríveis secas nordestinas. 
Por: Naty Fonseca