{Resenha} Naomi e Ely e a Lista do Não beijo

Ooi amores, tudo bem com vocês? Cheguei do interior e vou postar muuuito para vocês. Como esse é
meu último ano de colégio (choro) eu vou deixar várias coisinhas aqui programadas, já que vou ter que estudar de mais para o Enem. Espero que tudo dê certo e prometo que não vou sumir. Pra recomeçar irei postar a resenha do livro que eu amei ler durante as minhas férias. Um livro que eu descobri enquanto lia que já tinha filme e me interessou muito, quando eu assistir irei fazer uma contraposição para vocês, mas enquanto isso ai vai minha resenha, espero que vocês gostem. Grande beijo da Jai.

Livro: Naomi & Ely e A Lista do Não-Beijo - Naomi and Ely's No Kiss List
Autores (as): David Levithan e Rachel Cohn
Editora: Galera
Páginas: 256
ISBN: 9788501103123
Sinopse: Uma análise bem-humorada sobre relacionamentos. Naomi e Ely são amigos inseparáveis desde pequenos. Naomi é irresistível, todos que cruzam seu caminho acabam se apaixonando. Mas ela sempre amou apenas o único cara que não pode ter: seu melhor amigo gay. E Ely é um conquistador barato que gosta de brincar com os sentimentos dos meninos até finalmente conseguir se apaixonar. Para preservar a amizade, criam a lista do não beijo™ — a relação de caras que nenhum dos dois pode beijar em hipótese alguma. A lista do não beijo™ protege a amizade e assegura que nada vá abalar as estruturas da fundação Naomi & Ely. Até que... Ely beija o namorado de Naomi. E quando há amor, amizade e traição envolvidos, a reconciliação pode ser dolorosa e, claro, muito dramática.
O que eu achei...:
Naomi e Ely sempre foram um conjunto, sempre foram vizinhos, sempre foram melhores amigos, e sempre foram reconhecidos por serem um só. Naomi é uma menina que muitos caras desejam, namora com Bruce, o segundo, mas é completamente apaixonada por Ely. Ely é um dos garotos mais descolados que existe, tem duas mães e é gay. O fato de Ely ser gay, nunca foi um empecilho para Naomi que sempre sonhou com o casamento dos dois, coisa que Ely sempre dizia, mas para ele não era algo sério, já que ele gosta de garotos. 
Um dia, o namorado de Naomi, Bruce, o segundo e Ely se beijaram e então tudo teve uma reviravolta na história do conjunto Naomi e Ely, o qual, acabou. 
Vou confessar uma coisa aqui, eu já fui perdidamente apaixonada por um gay que por sinal era meu melhor amigo, e sei muito bom o que acontecia com Naomi. Esse meu amigo não chegou a ficar com meu namorado, mas nós nos afastamos por conta desse sentimento que eu tinha e que não era correspondido. Naomi sofreu muito, ela tinha sonhos, os quais, assim como os meus, não iriam se realizar nunca, o que a magoou muito. 
Quando estava lendo esse livro eu fui lembrando muito de mim e ri bastante por isso. Sei completamente o que aconteceu e o que Naomi sentiu e isso foi hilário, relembrar esses momentos e tudo mais, mas enfim...
O livro é completamente leve e o assunto é algo que, nós, adolescentes, não conversamos muito, mas passamos por isso. Quem nunca se apaixonou por um amigo, algum dia irá e vai saber muito bem o que aconteceu e como o tema é retratado foi algo que me deixou muito impressionada.
Cada parte do livro é contada por um personagem, o que faz com que cada um possa demonstrar o que está sentindo diante de cada situação, o que é muito bom para entender o pensamento de todos. 
Um livro muito divertido, bem escrito, simples, bem diagramado... enfim muito bom. 
A experiência de ler esse livro durante minhas férias foi maravilhosa e eu indico a todos. Vocês vão se apaixonar pela história e principalmente rir bastante de tudo o que acontece e claro, saber se Naomi e Ely voltam a ser o que são.